A indústria de petróleo tem buscado na última década a melhoria da eficiência dos seus processos de trabalho, através do redesenho dos mesmos, de forma a permitir a disponibilização de dados e informações no tempo requerido, com os sistemas e ferramentas de engenharia demandados para decisões mais rápidas e de melhor qualidade. Essa vertente tem sido adotada pelas operadoras de petróleo e muitas das companhias de serviço. Atualmente, está sendo implantado um projeto de Operações Integradas na Bacia de Santos, que terá profundos impactos na produção do Pré-Sal. Neste sentido, o objetivo geral desta pesquisa é avaliar, no contexto descrito, a implantação das Operações Integradas em uma determinada empresa de petróleo. Como opção metodológica, através de revisão na literatura, foi pesquisada a utilização das Operações Integradas na indústria de petróleo, bem como casos de aplicação. Como instrumento de intervenção, adotou-se a abordagem proposta por um consócio internacional de entidades – o IO Center, coordenado pelo NTNU (Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia), que permite analisar os ganhos potenciais, bem como a parametrização por estudos de casos, em projetos de Operações Integradas. Em cooperação com o NTNU, foi feita a adaptação necessária neste framework sugerido, para a sua utilização no piloto da Bacia de Santos, permitindo o estudo dos ganhos potenciais, a análise de casos e o diagnóstico de melhorias na implantação das Operações Integradas. Adicionalmente, foi realizada uma Pesquisa Online com a força de trabalho para descobrir novas oportunidades de aplicação. Como resultado da aplicação, foi possível identificar ações de melhoria, lacunas de implantação e benefícios, que apontam para uma grande atratividade desta abordagem.Palavras-chave: Integrated Operations – Smart Field – Intelligent Energy – Digital Oilfield

Abordagem Estratégica Orientada para o Gerenciamento Integrado de Operações